Família, um lugar de Perdão

A estabilidade na infância traduz-se no equilíbrio emocional na vida adulta.
02/06/2023
Mostrar tudo

Família, um lugar de Perdão

Em agosto, o blogue vai de férias e aproveitando a presença do Papa Francisco, em Portugal, para as Jornadas Mundiais da Juventude, partilhamos um texto, atribuído ao Papa, que reflete a essência da família:

 

«Não existe uma família perfeita.

Não temos pais perfeitos, não somos perfeitos, não nos casamos com uma pessoa perfeita, nem temos filhos perfeitos.

Temos queixas uns dos outros. Dececionamo-nos uns com os outros.

Não há por isso um casamento saudável, nem uma família unida sem o exercício do perdão. O perdão é vital para nossa saúde emocional e a nossa sobrevivência espiritual. Sem o perdão a família torna-se numa arena de conflitos e num reduto de mágoas.

Sem o perdão, a família adoece. O perdão é a assepsia da alma, a faxina da mente e a alforria do coração.

Quem não perdoa não tem paz na alma nem a comunhão com Deus.

A mágoa é um veneno que intoxica e mata. Guardar uma mágoa no coração é um gesto auto destrutivo.

Quem não perdoa adoece física, emocional e espiritualmente.

Por tudo isto a família precisa de ser um lugar de vida, e não de morte, um território de cura, e não de adoecimento, um palco de perdão e não de culpa.

O perdão traz a alegria onde a mágoa produziu a tristeza, e cura, onde a mágoa causou a doença

 

Gostou deste artigo? Deixe o seu comentário aqui em baixo. A sua opinião é importante para nós.

Subscreva também o nosso blogue para ficar a par das nossas novidades e informações.

Tem alguma questão? Entre em contacto connosco

1 Comentário

  1. Olga Agua disse:

    Muito obrigado por esta partilha.

    Como estou faminta destes temas, Meu Deus…
    E como Tu Deus, conheces as necessidades dos queTe buscam…
    E quando nós perdoamos e não somos perdoados, e continuamos a ser recetores de ódios verdadeiramente diabólicos, como agir?

    Muito grata pelos vossos artigos que chegam até mim.
    Deus vos abençoe.
    O. A.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 - 
English
 - 
en
French
 - 
fr
Portuguese
 - 
pt